segunda-feira, setembro 08, 2014

REFLEXÕES DE SETEMBRO

1)  A entrevista coletiva de Aécio Neves para dizer que não ia renunciar à sua candidatura é sinal de que a direita  renunciou à candidatura dele.
2)  Marina encantou o conservadorismo, que viu Aécio como incapaz de derrotar Dilma, mesmo com o apoio da mídia. Agora a direita tem uma candidata.
3)  A última pesquisa do IBOPE demonstra que há uma migração da intenção de votos de Aécio para Marina, o que ocorre especialmente em São Paulo. Pelo IBOPE, Dilma tem 37% (subiu 3 pontos), Marina 33% (subiu 4 pontos) e Aécio tem 15%, perdendo exatamente os 4 pontos que Marina ganhou. Tudo indica que Marina não avança no voto petista, mas sobre os votos de Aécio Neves.
4)  Apesar disso, percebe-se de forma ainda sutil que a fase do deslumbramento com Marina Silva passou. Marina, de estilingue virou vidraça; foi questionada duramente por Dilma Roussef nos debates; e começa a surgir um movimento, nos meios intelectuais, de retirada de apoio, veja-se o caso de Leonardo Boff. Outrossim, pela pesquisa pode se verificar que a vantagem de nove pontos percentuais no segundo turno caiu para sete pontos.
5)  Outro fator que deve ser levado em consideração nessa leitura é o fato de a avaliação do governo Dilma voltar a melhorar, indicando que a campanha na TV começa a funcionar para o governo, ao recuperar aquele eleitor tradicional do PT, que estava sob intenso bombardeio midiático.
6)  Por outro lado, o PSDB precisando fazer a disputa com Marina, ou se conformar a ser mero coadjuvante nesta eleição, partiu também para o ataque. Mansueto Almeida, economista ligado a Aécio Neves, segundo o Estadão de 03/09/2014, disse que o programa de governo de Marina Silva é inviável(in http://politica.estadao.com.br/noticias/geral,para-colaborador-de-aecio-custo-de-r-150-bilhoes-inviabiliza-metas-de-marina,1554201). Mansueto fez as contas e mostrou que as promessas de Marina custariam 150 bilhões de reais, e são incompatíveis com o programa de ajuste fiscal que Marina também promete. Além disso, Aécio passou ao ataque dizendo que Marina é uma aventura para o Brasil.
7)  Marina surfa na onda conservadora, mas seu discurso serve apenas para impedir o avanço do país, do crescimento econômico e da distribuição de renda. Em certa medida, ela me lembra de Gandhi com sua roca. Não quer petróleo, energia elétrica, estradas, ferrovias.
8)  Finalmente, a obsessão de seus aliados evangélicos em obstaculizar os avanços nos direitos civis gera uma situação em que Dilma e Aécio podem se recuperar, pois ambos defendem um Estado laico.



            Celso Gomes





          

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home