sexta-feira, maio 09, 2014

O PIB, O PIG, AÉCIO NEVES E A PESQUISA SENSUS

  
1.                  A revisão do PIB de 2013 e o Partido da Mídia Golpista – PIG:
            Com a revisão do índice da produção industrial feita pelo IBGE – de 2,3% em 2013 e não 1,2% como divulgado até agora – o PIB do ano passado também aumenta e será mais do que os 2,3% calculados anteriormente. Cálculos preliminares da LCA Consultores indicam – segundo o Estadão ( um dos pilares do PIG) – que pode chegar a até 2,7%, o que nos aproximaria dos países que tiveram bom desempenho de crescimento no mundo, exceção dos altos índices da China.

            Com esses novos dados, o Brasil fica mais próximo de países como os Estados Unidos (2,9%), distanciando-se do desempenho do bloco do BRICS: África do Sul (1,4%), Índia (0,6%), Rússia (0,4%). Entretanto, as editorias de economia do PIG publicam dezenas de previsões para um PIB em 2014 abaixo de 2%. Afinal, estamos em anos de eleições, e o PIG esta em campanha contra o Governo Dilma, puxando a economia para baixo, minimizando as medidas de estímulo à indústria de transformação adotadas nos últimos quatro anos.
 
2.                  Pesquisa Sensus e Aécio Neves:
            Pesquisa Sensus trouxe vertiginoso salto de crescimento da candidatura ao Planalto do senador Aécio Neves (PSDB-MG). Essa pesquisa foi feita sob encomenda para beneficiar o candidato tucano, que nela aparece com 20% a 22% das intenções de votos, enquanto que pesquisas IBOPE, Vox Populi e Datafolha não passa de 16% - afirma o articulista do Estado de São Paulo, José Roberto Toledo. Realizada após o programa eleitoral do PSDB em rede nacional – que teve Aécio como principal estrela – essa pesquisa é o empurrão que faltava a Aécio Neves para arrecadação de recursos entre o empresariado, bem como na disputa do apoio dos partidos da base aliada do governo.

            Toledo denuncia que houve maracutaia na pesquisa Sensus, pois Aécio foi apresentado na consulta não na tradicional cartela circular com que os institutos fazem pesquisas, mas em uma lista em ordem alfabética, com o nome dele em 1.º lugar, o que estimula o eleitor na hora de indicar sua preferência.

            Resta o silêncio eloquente do Ministério Público eleitoral e o Tribunal Superior Eleitoral – TSE. Houvesse sido realizada para favorecer o PT, a grita do PIG seria geral.
 
3.                  Segundo o jornal Valor Econômico, a candidatura presidencial do senador Aécio Neves obteve 70% do apoio entre os 103 empresários e executivos presentes ao Fórum Executivo de Valor, promovido pelo referido jornal. Recentemente, Aécio Neves se autodefiniu como o candidato do agronegócio, em evento do setor em Ribeirão Preto – SP. Agora, é o candidato do empresariado em geral. Em outras palavras, no discurso do candidato tucano, o povo, até o presente momento, não teve lugar.
 
            Celso Gomes
 
 
 
 

 

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home