quarta-feira, setembro 22, 2010

ELEIÇÕES 2010

Eleições 2010


Fonte Datafolha

Senado São Paulo
Após as mudanças provocadas pela saída de Quércia e a ascensão de Netinho desde o início da campanha, a concorrência por uma das duas vagas ao Senador pelo Estado de São Paulo passa por um momento de estabilidade. É o que aponta a pesquisa Datafolha realizada entre os dias 13 e 14 de setembro, que traz Marta (35%) e Netinho (34%) na liderança da disputa.

Foram ouvidas 2114 pessoas em 60 cidades do Estado de São Paulo entre os dias 13 e 14. A margem de erro é de dois pontos para mais ou para menos.

Na terceira colocação aparece Romeu Tuma (PTB), que tem 22% das indicações de voto, oscilação de um ponto sobre o levantamento anterior. Aloysio Nunes (PSDB), que herdou o tempo de Quércia no horário eleitoral gratuito e dobrou seu tempo de exposição, ainda não conseguiu capitalizar essa vantagem e tem 17%, um ponto a mais do que na semana passada. No início da campanha, o tucano aparecia com 4%. A seguir, na disputa pela vagas de senador, vêm Ciro (PTC), com 11%, Moacyr Franco (PSL), com 7%, Ana Luiza (PSTU) e Ricardo Young (PV), com 3% cada um deles. Os candidatos Serpa (PSB), Marcelo Henrique (PSOL) e Dirceu Travesso (PSTU) têm 2%, cada. Afonso Teixeira (PCO) e Mazzeo (PCB) têm 1%, cada, e Doutor Redó (PP) e Ernesto Pichler (PCB) foram citados mas não atingiram 1%.

Declararam votar em branco e nulo para uma das vagas 11% dos eleitores, enquanto 7% afirmam que farão o mesmo para as duas vagas em disputa. Outros 26% não sabem em quem votar para uma vaga, indecisão que é de 15% para as duas vagas.

Senado Minas Gerais
Aécio volta a crescer nas intenções de voto para o senado em pesquisa Datafolha a menos de 20 dias das eleições e alcança 71% das citações, índice que era de 67% na pesquisa anterior. O ex-presidente Itamar Franco (PPS) oscilou negativamente dois pontos percentuais e alcança 40%. Pimentel (PT), ex-prefeito da capital mineira, oscilou três pontos e chega a 32% das intenções de voto, ante 29% da pesquisa anterior.

Senado Rio de Janeiro
Lindberg (PT) divide liderança com Crivella (PRB)
Pesquisa Datafolha de intenção de voto para senador do Estado do Rio de Janeiro confirma a mudança na preferência dos eleitores detectada na última pesquisa. Marcelo Crivella e Lindberg empatam na disputa ao senado com 40% e 38% das intenções de voto. Em terceiro lugar aparece César Maia (DEM) com 27% das intenções.

Na pesquisa realizada no início de agosto, Crivella tinha 40% das intenções de voto e liderava sozinho a disputa, perdeu três pontos na pesquisa seguinte indo a 37%, depois voltou ao percentual de agosto, ficando com 40% e agora repete o mesmo índice. Lindberg tinha 22% no início de agosto, no final daquele mês oscilou dois pontos, indo a 24%, depois ganhou doze pontos chegando a 36% das intenções de voto e agora oscilou mais dois pontos indo a 38%. Considerando que a margem de erro para o total da amostra é de três pontos percentuais, Crivella poderia ter entre 43% e 37% e Lindberg poderia ter entre 41% e 35%, o que configura um empate técnico. Maia, no mesmo período tinha 33%, oscilou negativamente um ponto no final de agosto, depois oscilou negativamente mais três pontos chegando a 29% das menções e agora oscila mais dois pontos e vai a 27% das intenções de voto.

Jorge Picciani, do PMDB, aparece com 21% (na pesquisa anterior tinha 22%). Waguinho (PTdoB) aparece com 7%, Marcelo Cerqueira (PPS) e Milton Temer (PSOL) aparecem com 4%. Carlos Dias (PTdoB) tem 3%, Wladimir Mutt (PCB) e Claiton (PSTU) têm 1%, cada. Heitor (PSTU) é citado mas não atinge 1%.

Afirmaram votar em branco ou nulo para uma das vagas 14% dos entrevistados, para as duas vagas 8%, 22% não sabem em quem votar para uma das vagas e 10% para as duas vagas.


Deputado Federal Rio de Janeiro
No Rio de Janeiro, o ex-governador Anthony Garotinho (PR) é o nome mais indicado pelos eleitores, com 2% das intenções de voto. Com 1% das indicações aparecem o ex-jogador Romário (PSB) e o apresentador Wagner Montes (PDT), além de Bolsanaro (DEM), Deley (PSC) e Rogério Vilanova (PSDB). Os demais não atingiram esse índice no Estado, onde 64% dos eleitores não souberam indicar um candidato à Câmara dos Deputados.

<$BlogItemTitle$>

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home