terça-feira, maio 05, 2009

FILOSOFIA

Olá!O Grupo dos 4 (José Antônio de Carvalho e Silva, Paulo Sérgio de Carvalho e Silva, José Glauco Ribeiro Tostes e Emy Ribeiro Martins Neto) tem o prazer de informar a sua atual programação.Espero que você goste e compareça.Serás bem vindo.Um abraço,O GRUPO DOS 4 (Emy).

Programação:Local - a aprazível PONTO ORG.Ponto Org Espaço Cultural TemáticoRua: Ministro Otávio Kelly, 231, Jardim Icaraí.CEP: 24220-300, Niterói- RJ , Brasil.Telefone : 021-2611.6859E-mail : faleconosco@pontoorg.com.br OU contato@pontoorg.com.brPara você agendar :- Emy Ribeiro Martins Neto.Professor.Especialista em História da Filosofia.Curso: Panorama Filosófico.
1ª quarta-feira (06/05/2009) - Filosofia e Conhecimento.Sinopse: a Filosofia como uma das quatro formas básicas de Conhecimento. O porque de sua Interdisciplinaridade.
13/05/2009 - Filosofia e Alma.Sinopse: os conceitos de alma; os conceitos de subjetividade; o olhar da Filosofia para a Psicologia e a Psicanálise.
20/05/2009 - Filosofia e Arte.Sinopse: a relação da Filosofia com a Arte; os conceitos de Estética.
27/05/2009 - Filosofia e Ciência.Sinopse: a relação da Filosofia com a Ciência; os conceitos de Epistemologia; o Pensamento Complexo de Edgard Morin e Ilya Prigogine.Obs.: todos os dias terão um recorte histórico e contextualização e o objetivo deste curso é ser uma introdução às outras três palestras do Grupo dos 4.

Paulo de Carvalho.Ator; Sonoplasta; Radialista; Produtor Cultural; Diagramador; Poeta.Autor do livro CANTABILE.Curso: "Ao solo da Palavra: o Gênesis em discurso na revelada Poesia".
1ª quarta-feira (03/06/2009) - intro ducto. Sinopse: apresentação e esclarecimentos e expectativas.
10/06/2009 - O solo da Palavra.Sinopse: um debate, dois discursos: Discurso da Revelação X Discurso da Mitologia.
17/06/2009 - de Gênesis à Poesia.Sinopse: o aprofundamento das questões, perspectivas, contextualização, Status Quaestiones.
24/06/2009 - do Solo da Palavra a Palavra em Poesia.Sinopse: Analogia, Metáfora, Transcendência.

José Antonio de Carvalho e Silva.Psicólogo e Especialista Clínico. Químico Industrial e Mestre em Engenharia Industrial. Ex-executivo de grandes empresas, é atual Conselheiro do Conselho Regional de Química, 3ª. Região. Autor de livros sobre esses assuntos. Palestras: A relação entre Trabalho, Machismo, Papel da Mulher e Ecologia.
08/07/2009 - Estresse no trabalho: machismo e papel da mulher.Sinopse: A palestra discute a questão do estresse no trabalho na atual fase do capitalismo - era da informação - sua vinculação a uma concepção machista de vida e o papel que a mulher, em seu crescente afluxo ao mundo dos negócios, vem exercendo nesse contexto. A abrangência dos temas abordados - machismo, o capitalismo e suas vicissitudes, a globalização, a nova ordem do trabalho e o estresse dela advindo, o feminismo e o dilema da mulher executiva face à sua multiplicidade de papeis - levou o autor a dialogar com saberes de diversas áreas, mormente psicologia, sociologia, economia, administração empresarial e a clínica médica.As conclusões questionam algumas certezas dessa nova ordem, como os indubitáveis avanços no bem estar do trabalhador, e da sociedade em geral, na presente era da informação, e a feminização do ambiente do trabalho trazida pela maior participação da mulher.
15/07/2009 - A Catástrofe Ecológica da Modernidade segundo a visão de Martin Heidegger.Sinopse: O palestrante terá como base as idéias do filósofo alemão para debater o questionamento do pensador sobre a maneira como a natureza e o homem são recursos exploráveis na modernidade, tendo como objetivo ajudar na reversão das péssimas expectativas traçadas por especialistas e organizações científicas. José Antonio de Carvalho e Silva destaca que, à beira de uma catástrofe ecológica que coloca em risco a existência humana na Terra, é muito comum, nos atuais dias, discussões acerca das conseqüências das primeiras intervenções do homem nas condições da superfície do planeta. Porém, a aceleração de atitudes destrutivas só ficou patente após a Revolução Indusrial, iniciada ao final do século XVIII, mas cujos efeitos estão sendo ineludivelmente sentidos agora. Para ele, embora campanhas da comunidade científica tenham tentado alertar comunidades e nações, colocando o assunto em pauta em protocolos e agendas, os esforços para lidar com os desastres ecológicos têm sido de cunho tecnológico. Segundo ele, isso ocorre pelo fato do homem acreditar que sua única fonte de soluções é o cientificismo. A doença do homem moderno, segundo José Antonio, pode estar relacionada às práticas, discursos e instituições da modernidade industrial. "As inovações tecnológicas que surgem cada vez mais, modificam o modo de ser do homem e contribuem muitas vezes para a destruição ambiental e também para sua patologia. Neste contexto, o filósofo alemão Martin Heidegger reflete de modo crítico e nos auxilia a fazer o mesmo", diz ele.

José Glauco Ribeiro Tostes.Doutor em Quimica/UNICAMPProfessor da UENF/CamposProfessor Colaborador da pós-graduaçãoem ciência ambiental da UFFPALESTRAS.
22/07/2009 - Um esboço da história do séc. XX: do conflito capitalismo x socialismo real à questão ambiental planetária.Sinopse: Vamos nos basear na proposta de Hobsbawm de considerar o século XX iniciando em 1914 e terminando em 1991 e passando por três sucessivas "eras": nas duas primeiras (de 14 a 73) destaque para o conflito entre capitalismo (locomotiva planetária) e socialismo real; na última era (73 a 91), e daí até a presente década, destaquepara uma crise do capitalismo, iniciada nos anos 70, de proporções planetárias e de natureza crescentemente socioambiental.
29/07/2009 - Filosofia, revolução e enamoramento.Sinopse: O conceito central dessa palestra é o "estado nascente" de Max Weber, alargado pelo sociólogo Francesco Alberoni. Dentre as modalidades de experiência do estado nascente, destacam-se: 1) o enamoramento; 2) movimentos religiosos como o Pentecostes cristão e 3) as revoluções laicas contemporâneas (francesa, soviética etc). A partir do enamoramento vamos então apresentar de maneira didática: a) alguns conceitos "difíceis" da filosofia grega (Platão e Aristóteles) e b) algumas características comuns daquelas revoluções contemporâneas.Obs.: bibliografia básica das palestras: 1º - Hobsbawm, Eric; A Era dos Extremos; Cia das Letras. 2º - Capra, Fritjof; Ponto de Mutação; Cultrix. 3º - Alberoni, Francesco; Enamoramento e Amor; Rocco. - As mesas-redondas:
1ª - 05/06/2009 - Mesa Redonda com os quatro membros do GRUPO DOS 4 : "Ponto de Mutação" de Fritjof Capra: uma crítica interdisciplinar à modernidade ocidental em seu viés antiecológico. Sinopse: a partir de seu projeto "ecológico" de mundo Capra (texto "Ponto de Mutação" original de 1982 e filme correspondente de 1990) faz uma crítica interdisciplinar ao projeto europeu-cartesiano (e profundamente antiecológico) de mundo, culminando no séc. XX com a hegemonia planetária da locomotiva capitalista. Os quatro palestrantes vão explorar diferentes aspectos abertos pelo caráter interdisciplinar daquela crítica de Capra.

Obs.: Lembrando que haverá uma projeção do filme na Ponto Org dia 30/05/2009.

2ª - 01/07/2009 - Mesa Redonda com os quatro membros do GRUPO DOS 4 e talvez convidados: ainda não devidamente preparada. EM BREVE INFORMAREMOS. Para maiores informações entre em contato com KÁTIA ALVES na PONTO ORG.Vide informações acima.Grato pela sua leitura, esperamos você lá.Um abraço!!!!!!!!
<$BlogItemTitle$>

1 Comments:

Blogger arrabaldes said...

Ôôôô rapaz!!!!
Que ato gentil!!!!!!
Puxa vida, muito obrigado Celso!!!
Muito obrigado mesmo!!!
Te sou grato!!!!
Um abraço para você e sua esposa e seu bebê!!!!!!!!!
Emy Neto.

2:47 PM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home